quarta-feira, junho 09, 2004

Inimigo Público

Em resultado de um estudo levado a cabo por especialistas canadianos, o Eurostat adoptou, como um dos 4 pilares da sua política de melhoria da produção de estatísticas europeias, a concentração geográfica.
Em discurso recente, o Director Geral afirmou: “As alterações que se vão produzir na organização impõem-se pela necessidade de preparar o Eurostat para responder de forma eficiente aos desafios que são cada vez maiores e são condição de sobrevivência da instituição. O reforço da concentração geográfica impõe-se como forma de aumentar a coordenação e a eficiência na utilização dos recursos que a sociedade põe à nossa disposição para a produção de estatísticas. Todos reconhecem no seu dia a dia casos de grande descoordenação no Eurostat.”
Em consequência, o Director Geral está a chamar, um a um, os melhores estaticistas dos países membros da UE, propondo-lhes um emprego no Luxemburgo.
Entretanto já fez sair uma comunicado afirmando que nenhum Instituto nacional irá fechar, já que continuará a ser preciso fazer alguns inquéritos presenciais, recolher preços e atender os utilizadores.